O Varejo que olha para adiante



Entre os dias 28 e 29 de setembro, Brasília vai abrigar o maior encontro do varejo do Brasil. Trata-se do V Fórum Nacional do Comércio, organizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e que vai reunir formadores de opinião, empresários, dirigentes, políticos e especialistas do mercado para debater temas da economia, da gestão empresarial e institucional e as políticas que norteiam um segmento que congrega 500 mil empresas e movimenta R$ 340 bilhões. 

Com o tema “Transformações: Política e Comércio no pós-pandemia”, o evento pretende traçar propostas para serem submetidas ao poder público, uma contribuição da CNDL para assegurar maior competitividade às empresas ligadas ao comércio e serviços. 

O momento não poderia ser mais adequado. Depois de mais de um ano e meio sofrendo com os efeitos da Pandemia da Covid-19, o setor mostrou-se resiliente e, apesar de ter sido um dos mais penalizados pelas medidas de restrição, ainda é o que mais emprega no país. Análise da CNC com base no novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mostra que entre junho de 2020 e maio deste ano, o comércio e os serviços puxaram a geração de empregos no país. Juntos foram responsáveis pela criação de 1,48 milhão de postos de trabalho, 57,3% do total. 

Parte desse resultado se explica pela ação rápida e efetiva de entidades como a CNDL que, desde o início da pandemia, trabalhou no enfrentamento dos danos na economia causados pelas políticas de isolamento social. Entre 2020 e 2021, a Confederação sugeriu ao governo federal medidas nos âmbitos trabalhista, tributário, financeiro e jurídico focadas em reduzir os danos da crise nas empresas, empregos e salários, além de incentivos à obtenção do crédito por parte dos empresários. Foi a adoção dessas propostas que impediram danos maiores ao país. 

Um dos propósitos do Fórum Nacional do Comércio é, também, analisar a efetividade dessas medidas e, mais do que isso, apontar caminhos para o momento posterior à crise, que já se avizinha e cobra posicionamentos por parte dos empresários e suas entidades representativas.

“Acreditamos que estamos em um novo momento. Depois do turbilhão de 2020 e início de 2021, é chegada a hora de encaramos questões relevantes como a preparação dos empresários para o mundo pós-pandemia”, diz o presidente José César da Costa. Para o dirigente, temas que estavam apenas no radar dos empresários, como adequação aos novos meios de pagamento, segurança digital, gastos com logística e investimento em vendas on-line, passaram a ser assuntos urgentes para o comércio.

“Queremos buscar soluções que agilizem o processo de digitalização do comércio e serviços, alternativas de linhas de crédito para o desenvolvimento do setor e políticas públicas que garantam a adaptação dos pequenos e médio empresários para este novo momento”, explica José César.

ara tanto, o Fórum garantiu a presença do primeiro escalão do poder público, como secretário de Produtividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, o Secretário-Geral da Presidência, Ônix Lorenzoni, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas e o presidente da Frente Parlamentar de Comércio, Serviços e Empreendedorismo, Deputado Efraim Filho.  
 
Em outra frente, renomados profissionais do mercado vão apresentar o que há de mais avançado na gestão de negócios, inovação tecnológica e ações de publicidade e marketing. Entre os convidados estão confirmadas as presenças da VP de Marketing Global e Inovação do Grupo Alpargatas, Fernanda Romano, e do Diretor-geral da Gouvêa Ecosystem, Marcos Gouvêa, para quem o Fórum é o espaço ideal para transformar ideias em realidade. 

“Esse evento é uma oportunidade ímpar para reunir as lideranças lojistas e discutir, além dos temas diretos do setor, as grandes questões nacionais, especialmente em um momento como esse, no qual sobram diagnósticos análises, projeções e falta ação para transformar de forma positiva a realidade”, diz Gouvêa. 

O Fórum, que contará com cinco painéis de debates com temas como “Transformações – Desafios do Varejo Pós-Pandemia” e “Novos meios de pagamento e seu impacto para o comércio”, seguirá todas as normas protocolares estipuladas pelas autoridades de saúde em decorrência da pandemia da COVID 19,  e será realizado de forma híbrida,  para garantir a saúde e bem-estar dos participantes. 

Quem não puder participar do Fórum presencialmente, vai acompanhar todas as palestras no computador ou no seu celular.⁠ É online e gratuito! Basta se inscrever no link: https://bit.ly/2V6C6JL 

Serviço: 
V Fórum Nacional do Comércio 
Quando: 28 e 29 de setembro de 2021 
Onde: Ballroom do Hotel Royal Tulip Alvorada, em Brasília (DF) 
Inscrições: https://bit.ly/2V6C6JL 
Informações: https://cndl.org.br/forum/ 

Receba por email nossas novidades e fique por dentro

4009-0000

Telefone


sebrae
fecomercio_rn
plugtech
bwa__global
prefeitura_do_natal
investsmartxp
jvm
aeba
artec
cosern
banco_do_nordeste
viva_o_centro
start
96fm
rede
sesc
sicoob
rapport
unimed_natal
governo_do_estado
senac