8 dicas para vender no Dia dos Namorados 2021



Mesmo em um cenário de insegurança diante da pandemia da Covid-19, 93 milhões de consumidores devem presentear no Dia dos Namorados (58% dos entrevistados), aponta pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), realizada em parceria com a Offer Wise Pesquisas. A expectativa é de que sejam injetados cerca de R$ 18,3 bilhões na economia.

“O país ainda enfrenta um momento delicado de crise, com altos níveis de desemprego e orçamento apertado para inúmeras famílias. Embora para muitos consumidores o momento seja de conter os gastos, esta é uma data importante, em que o ato de presentear acaba sendo uma demonstração de afeto”, destaca o presidente da CNDL, José César da Costa.

Confira a pesquisa completa Intenção de Compras para o Dia dos Namorados 2021.

O levantamento foi divulgado nesta quinta-feira (3), e mostra que os casados são os que mais pretendem presentear seus parceiros ou parceiras (66%), enquanto 31% pretendem comprar presentes para os namorados e namoradas.

Com base no resultado da pesquisa, separamos 8 dicas que vão te ajudar a atender melhor o consumidor e orientá-lo com mais precisão na escolha do presente que vai encantar o esposo e a esposa ou o namorado e a namorada. Afinal, 45% dos entrevistados pelo levantamento da CNDL e SPC Brasil consideram que é um gesto importante presentear as pessoas que gostam.

Quanto mais precisa e personalizada for a venda, melhor será o faturamento da loja com a data sazonal e a fidelização da clientela. Confira:

1) Conheça bem a sua clientela
O estudo aponta que 71% não costumam escolher o que vão ganhar de presente de Dia dos Namorados, mas 29% escolhem o presente, sobretudo porque pedem algo que gostariam de ganhar (17%).

Como a maioria das pessoas não escolhem o que vão ganhar, muitos consumidores vão à loja sem saber bem o que vão comprar para os seus parceiros. Neste sentido, é importante já ter bem definido e identificado o perfil das pessoas que se interessam por seus produtos e serviços. Isso vai ajudar o vendedor a indicar a melhor opção de presente, segundo o perfil do presenteado, o que deixará o comprador satisfeito com a compra e com uma impressão positiva sobre o seu negócio. Tudo isso é importantíssimo para atraí-lo em vendas futuras.

2) Perfil e desejo do presenteado
O lojista deve consultar o comprador sobre o perfil e o desejo do presenteado, já que alguns consumidores vão se basear nestes dois aspectos para escolher o presente ideal. O estudo identificou que, na hora de escolher o presente, 15% levam em consideração o perfil de quem vai receber o presente e outros 15% o desejo do presenteado.

3) Qualidade em primeiro lugar
Oferte produtos de boa qualidade e/ou seja um bom custo-benefício. A qualidade do presente é a preocupação da maioria dos entrevistados (28%). Além disso, Diego Santana, consultor de performance de lojas online e professor de Marketing Digital, diz que é preciso criar condições especiais de pagamento.

“Melhore as condições de pagamento de sua oferta, aumente o parcelamento, ofereça descontos para pagamentos à vista, como boleto, transferência ou Pix. Isso incentiva a compra”, destaca o especialista.

4) Embalagem atraentes
Um dos objetivos do comprador é impressionar o parceiro com o presente. Para 15%, a impressão que o presente causa será determinante na hora da compra. Então, uma boa iniciativa é apostar em embalagens bonitas, chamativas e atraentes. O presenteado deve ficar positivamente impactado só de olhar para a embalagem do presente.

5) Artigos de desejo
Segundo o levantamento da CNDL/SPC Brasil, entre os artigos desejados pelos entrevistados, 31% gostariam de ganhar roupas, 23% perfumes, cosméticos ou maquiagens, 18% calçados e 18% celulares/smartphones.

“Roupas, sapatos e perfume acaba exigindo uma pouco mais de conhecimento no gosto do parceiro ou parceira”, afirma Diego Santana, reforçando a necessidade de o lojista perguntar sobre o perfil e desejo do presenteado.

Por outro lado, os presentes mais procurados por quem vai presentear devem ser as roupas (40%), empatadas com perfumes, cosméticos e maquiagens (40%), calçados (20%) e bombons e chocolates (19%). Completam o ranking os acessórios (17%), as joias/semijoias (16%) e flores (13%).

Pense em promoções e kits que incluam estes itens de desejo. “Ofereça kits ou combos de produtos. O presente fica mais significativo quando é composto por mais de 1 item. Além disso, é uma ótima oportunidade de mesclar com itens que tem uma baixa saída”, indica Diego Santana.

6) Dias dos Namorados em casa
O principal local da comemoração do Dia dos Namorados este ano será em casa, apontado por 55% dos entrevistados, sobretudo os casados, enquanto 18% pretendem jantar fora e 9% em um hotel/motel.

Como a maioria dos consumidores que farão compras em função do Dia dos Namorados é casada e comemorarão a data em casa, pense em promoções e kits de presentes para transformar a comemoração caseira em algo especial e inesquecível. Crie kits prezando pelo romance na decoração e pela facilidade de organizar um encontro especial em meio às responsabilidades do home office e dos cuidados domésticos.

Esta também é oportunidade para o comércio eletrônico e as lojas físicas com serviço de entrega. “Ofereça fretes expressos, como motoboy, transportadora ou sedex com valor acessível, para que o cliente se sinta seguro em comprar com a certeza de que chegará antes do Dia dos Namorados”, destaca Diego Santana.

7) Preparativos para o Dia dos Namorados
Em relação aos preparativos para o 12 de junho, 72% pretendem comprar algum produto ou serviço para se preparar para a data, sendo principalmente roupas (39%), perfumes, cosméticos e maquiagem (25%) e lingeries e peças íntimas (19%).

Os consumidores vão, portanto, cuidar do visual para o encontro do Dia dos Namorados. Com isso, além de oferecer opções de presentes para o parceiro/namorado, identifique o que o comprador pretende usar no encontro. Tenha kits com opções de roupa, sapato, produtos para o cabelo, maquiagem e perfume. Ofereça opções que o faça se sentir bem, contribuindo para que a experiência seja muito agradável. Isso fará que a sua marca fique vinculada à um momento bom e especial para o seu cliente, o que certamente o fará lembrar da sua loja no futuro.

8) Mapeio o comportamento de compra do cliente
O varejista pode aproveitar a data para compreender melhor o comportamento do consumidor em datas sazonais. Para Ricardo Fioravanti, CEO da FX Data Intelligence, a loja física precisa contar com algumas ferramentas para digitalizar sua operação, e poder entender o comportamento do cliente dentro do estabelecimento.

“Além de uma boa estratégia de visual merchandising, o varejista precisa contar com visão computacional e inteligência artificial para captar estes dados e analisar quais são os pontos quentes da loja física. Atualmente, o uso de soluções que rastreiam o mapa de calor tem sido de grande relevância para os varejistas, e com este método é possível analisar o tempo de permanência dos clientes em determinados pontos da loja e quais os espaços mais visitados”, explica Ricardo Fioravanti.

Já o e-commerce consegue analisar o que o seu cliente está pretendendo comprar com alguns cliques: basta entender quais as páginas mais acessadas e aplicar uma estratégia de remarketing. E a vantagem é que pode ser basear nos acessos usuais e em outras datas comemorativas.

Receba por email nossas novidades e fique por dentro

4009-0000

Telefone


banco_do_nordeste
unimed_natal
artec
rapport
jvm
senac
sicoob
fecomercio_rn
plugtech
sesc
prefeitura_do_natal
cosern
start
governo_do_estado
sebrae
aeba
96fm
bwa__global
rede
viva_o_centro