Conjuve discute alternativas para reduzir impactos negativos nos eixos de educação e trabalho dos jovens brasileiros



A vice-presidente da CDL Natal,  Maria Luísa Fontes, que possui acento no Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) representando a entidade, participou na terça- feira (13/04), junto ao grupo de organização do Atlas da Juventude, de um workshop para discutir alternativas que possam ser desenvolvidas para reduzir os impactos negativos nos eixos de educação e trabalho. 

Sensível à causa, a empresária defendeu a criação de políticas públicas e privadas que gerem oportunidades reais aos jovens brasileiros. "Temos o maior número de jovens da história, o que poderá ser o combustível que a máquina brasileira precisa para alavancar.  Contudo, a disparidade entre os perfis dos nossos  jovens torna um desafio exponencial quando o assunto é a inclusão produtiva dos mesmos. Por isso, debates como esse, enriquecem os cenários e abrem perspectivas de como encontrar caminhos", afirmou Maria Luísa.

O Atlas da Juventude é o maior arcabouço de informações sobre a juventude do país. Suas informações pretendem subsidiar importantes decisões (públicas e privadas) a cerca do futuro do Brasil a partir de quem irá construí-lo: os jovens. 

Esse estudo é coordenador pelo Em Movimento, grupo de organizações que atua com pesquisas e informações que impactam as juventudes brasileiras.

Receba por email nossas novidades e fique por dentro

4009-0000

Telefone


sesc
aeba
start
jvm
prefeitura_do_natal
unimed_natal
sicoob
banco_do_nordeste
rapport
senac
rede
96fm
sebrae
artec
cosern
fecomercio_rn
plugtech
bwa__global
governo_do_estado
viva_o_centro